Três radares serão instalados na fronteira de MS para identificar pequenas aeronaves irregulares

A medida é para combater o transporte de drogas nestas pequenas aeronaves, que voam em baixas altitudes.

Três radares devem ser instalados na fronteira de mato grosso do sul para reforçar a identificação de aeronaves irregulares, usadas principalmente para o tráfico de drogas. De acordo com a Força Aérea Brasileira, há vários pontos cegos na fronteira e isso dificulta a localização de aeronaves pequenas.

Um investimento de R$140 milhões, anunciado esta semana pelo Governo Federal, prevê a instalação de 3 radares fixos em Corumbá, Porto Murtinho e Ponta Porã. A intenção é facilitar a identificação de pequenas aeronaves, geralmente usadas para trazer para o Brasil drogas da Bolívia e do Paraguai. Essas aeronaves voam em baixas altitudes, onde será o espaço de atuação dos novos radares.

O coronel Luiz Cláudio Macedo dos Santos, chefe da divisão do Comando da Aeronáutica, diz que os aviões voam a até 500 metros do nível do solo e os radares atuarão até 10 mil pés de altura: “Cada radar terá um raio de atuação de 360 quilômetros”. O governador do estado, Reinaldo Azambuja, afirmou que a cobertura “fecha o espaço aéreo e permite mais segurança”.

Foto: TV Morena/Reprodução Por G1MS

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar