PMA autua empresa em R$ 10 mil por construir loteamento e estrada em área protegida

Durante fiscalização nas propriedades rurais do município de Nova Andradina, Policiais Militares Ambientais de Batayporã localizaram  hoje (23), a retirada de aterro em área protegida por Lei e construção de uma estrada, sem autorização ambiental. O proprietário de uma empresa imobiliária retirava aterro, afetando uma lagoa natural, bem como uma área brejosa consideradas de preservação permanente (APP).

De acordo com a polícia, no local de retirada dos sedimentos seria realizado um loteamento e o aterro estava sendo utilizado na construção de uma estrada para dar acesso ao Rio Ivinhema. As atividades foram paralisadas e o proprietário (68), residente em Nova Andradina e sua empresa imobiliária foram autuados administrativamente e multados em R$ 5 mil cada um.

Os responsáveis também responderão por crime ambiental de funcionar atividade potencialmente poluidora sem a licença ambiental, que prevê pena de prisão de três a seis meses e por degradação de área de preservação permanente, com pena prevista de um a três anos de detenção.

Midiamax

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar