Em Bonito, a Estância Mimosa encanta pela natureza exuberante com trilhas, cachoeiras e diversidade de animais silvestres

Passeios em trilhas, banhos em cachoeiras de águas cristalinas e contemplação de animais silvestres em 272 hectares de belezas naturais às margens do Rio Mimoso. É o que você vai encontrar na Estância Mimosa Ecoturismo, uma RPPN (Reserva Particular do Patrimônio Natural), distante 24 km em relação ao centro de Bonito, um dos destinos turísticos mais conhecidos e mais visitados na região da Serra da Bodoquena, a 297 km de Campo Grande.

Aberta em 1999 para visitação, a propriedade está comemorando 20 anos de atividades neste mês de junho como um passeio que encanta pelo contato intenso com a natureza. A paisagem é singular e a programação de caminhadas por 2,8 km de trilhas em meio à vegetação do cerrado, contemplação de aves, cavalgadas e mergulhos em piscinas naturais, por exemplo, com certeza vão fazer você esquecer a correria da vida urbana.

A fazenda tem mais de 250 espécies de aves catalogadas. No passeio você tem a oportunidade de avistar aves como o udu-de-coroa-azul, considerada ave símbolo de Bonito, tiriba-fogo, pipira-vermelha, rapazinho-do-chaco, pica-pau-louro, jaó, aracuã, sanã-parda e joão-pinto, além de uma grande variedade de animais silvestres, desde macaco prego, anta, tamanduá, quati, capivara e veado.

Os animais chamam a atenção, mas as cachoeiras também encantam os turistas. E são muitas, nove no total, cada uma mais interessante que a outra, como a Cachoeira Mutum, a Cachoeira do Desejo, Cachoeira da Água Doce, Cachoeira do Sinhozinho, Cachoeira do Saí-Andorinha e a Cachoeira do Sol, além de quatro mirantes para contemplação da morraria da Serra da Bodoquena.

O passeio ainda inclui almoço a base de comida regional preparada em fogão à lenha. “Mais que um passeio, a Estância Mimosa é um lugar multiplicador de boas práticas sócio ambientais que contribui para que Mato Grosso do Sul e o Brasil sejam cada vez mais um destino de turismo sustentável”, disse Simone Spengler Coelho, diretora do atrativo.

História – A fazenda era reduto de criação de gado até 1998, quando foi adquirida pelo seu atual proprietário, Eduardo Folley Coelho. Desde então começou a ser preparada e estruturada para receber turistas, e estreou sua nova atividade em junho de 1999.

As áreas de pastagens ganharam regeneração natural com plantio de mudas nativas e monitoramento ambiental. Em 2016, a Estância Mimosa foi o primeiro atrativo turístico do Brasil a receber a Certificação ISO 21101 (International Organization for Standardization), na modalidade caminhada e banho de cachoeiras.

Dicas sobre o passeio:

– O acesso para a propriedade é pela rodovia MS-178 que liga Bonito ao município de Bodoquena;

– Informações sobre valores dos pacotes e agendamentos de visitas somente nas agências de turismo de Bonito;

– O passeio de trilha e cachoeiras são realizados por grupos de no máximo 12 pessoas

– O pacote inclui seguro de acidentes pessoais vigente durante o passeio, guia credenciado pelo atrativo e colete salva-vidas;

– Não é permitido calçado aberto nas trilhas;

– Na sede da fazenda há restaurante, bar e loja de souvenirs que aceitam cartões de crédito.

Por Campo Grande News

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar