PMA autua mulher em R$ 6 mil por maus tratos ao abandonar cachorro e papagaio sem água e alimentação em MS

Policiais Militares Ambientais de Cassilândia recebeu denúncias ontem (27) de uma Organização Não Governamental (ONG) de proteção aos animais, que relatava haver um cachorro debilitado sem alimento e sem água em uma residência na cidade. Segundo informações, a proprietária da casa teria viajado e deixado o animal sem quaisquer cuidados.

A PMA foi ao local e verificou que o cachorro se encontrava deitado, extremamente debilitado e agonizando em meio a fezes. No quintal da residência em uma área dos fundos, a equipe também verificou um papagaio, que também estava sem alimentação e água. Os Policiais recolheram os animais, juntamente com os participantes da ONG protetora e levaram para cuidados veterinários. O cachorro não resistiu à desnutrição e veio a óbito, logo ao chegar à clínica. O papagaio que era ilegal será encaminhado ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS), na Capital.

A Polícia Militar Ambiental identificou a infratora (28) e efetuou um auto de infração administrativo e aplicou multa de R$ 6.000,00 contra ela, residente em Cassilândia. A mulher também responderá por crime ambiental de maus-tratos a animais, com pena de três meses a um ano de detenção, bem como por manter animal silvestre ilegalmente em cativeiro, com pena de seis meses a um ano de detenção.

PMMS

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar