Casal é preso suspeito de espancar até morte bebê de 1 ano e 7 meses em MS

Violência contra a criança foi tanta, que chegaram a quebrar uma das pernas dele. Suspeitos foram presos em assentamento em Mundo Novo, no sul do estado.

Um casal suspeito de espancar um bebê de 1 ano e 7 meses até a morte foi preso nesta segunda-feira (16), em Mundo Novo, cidade de Mato Grosso do Sul. Conforme a polícia ao G1, a criança morreu no mesmo dia da prisão da mãe, uma dona de casa de 23 anos e do padrasto, um pedreiro de 25 anos. Um laudo médico apontou que uma das pernas da vítima apresentava duas fraturas.Até a publicação desta reportagem ,o G1 não conseguiu contato com a defesa dos suspeitos.

Segundo o registro policial, Pedro Henrique Bom Fim Oscar, foi encaminhado ao hospital da cidade pela mãe, que informou aos médicos que o filho teria se afogado em casa, enquanto tomava água.

Os médicos que atenderam Pedro, constataram que ele apresentava um quadro de parada respiratória e que depois se agravou, levando a duas paradas cardiorrespiratórias. A equipe médica tentou reanimar o bebê por uma hora, mas sem sucesso, segundo a polícia.

De acordo com a delegada Allana Zarelli, o hospital comunicou a situação a Polícia Civil que iniciou uma investigação do caso. O corpo da criança foi submetida ao exame de corpo de delito e constatou que a morte se deu por choque hemorrágico, provocado por uma lesão no pâncreas. A perícia ainda concluiu que o bebê apresentava várias lesões tanto internas, quanto externas, o que caracterizava maus-tratos.

Conforme a polícia, no dia 22 de agosto, Pedro foi levado pela família ao mesmo hospital em que morreu nessa segunda-feira com uma das pernas fraturadas em dois lugares. Na ocasião os enfermeiros acionaram o Conselho Tutelar, a quem a mulher disse que a criança havia se machucado no berço.

A investigação ainda apontou que o casal está junto há aproximadamente 8 meses. A mãe tem outros dois filhos, um de cinco e outro de dois anos, frutos de um relacionamento anterior. A polícia ainda informou que durante o dia as crianças ficavam na creche e somente o bebê era cuidado pela mãe.

Os dois suspeitos permanecem presos, por hora, na delegacia de Polícia Civil de Mundo Novo. Já foi decretada a prisão preventiva deles.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar