Governo de MS quer perdoar apenas dívidas de ricos

Não é um bom presente de Natal, diz deputado sobre pacote de projetos de Reinaldo

‘Não é um bom presente de Natal’, disse o deputado estadual João Henrique Catan (PL) nesta quinta-feira (31) enquanto entrava na reunião promovida pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) na Assembleia Legislativa para apresentar quatro projetos do Executivo aos parlamentares. Entre eles, a possibilidade de parcelar em até 120 vezes a dívida, com um perdão de 80% nas multas, para dívidas acima dos R$ 14 milhões com o fisco estadual.

O governador chegou acompanhado do secretário de Fazenda Felipe Mattos e do secretário especial de Articulação Política e presidente regional do PSDB Sérgio de Paula. Evander Vendramini (PP) afirmou que alguns parlamentares compareceram em reunião na Sefaz-MS (Secretaria Estadual de Fazenda de Mato Grosso do Sul) há cerca de um mês para que as propostas fossem apresentadas.

“O projeto de reduzir o etanol eu vejo como uma vantagem, principalmente para as usinas que estão no Estado. Mas vamos ouvir os demais projetos para poder analisar”, avaliou.

Ex-líder do governo, Rinaldo Modesto (PSDB) confirmou a reunião há um mês na Sefaz, quando parlamentares foram comunicados sobre o projeto. “Reduzir o imposto do etanol é um benefício, uma forma de aumentar o consumo. Compensa por um lado”, disse.

Isso porque o mesmo projeto prevê também o aumento do imposto sobre a gasolina, combustível mais usado em Mato Grosso do Sul pelos veículos de passeio.

A assessoria do governo informou que Reinaldo Azambuja deve atender a imprensa para comentar sobre os projetos após a reunião com os deputados na Presidência.

Midiamax

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar