Fim de semana violento em MS ao menos 15 mortes foram registradas

O fim de semana foi violento em Mato Grosso do Sul. Do início do sábado (23) até a noite deste domingo (23), haviam sido registradas ao menos 15 mortes, sendo seis assassinatos em cidades do Sul do Estado. Acidentes nas rodovias também mataram seis pessoas e dois óbitos foram causados por afogamento.

Do total de vítimas, duas são crianças – uma menina de 2 anos que morreu em acidente em Naviraí e um garoto de 4 anos que morreu afogado no Rio Aquidauana.

No sábado (23), duas pessoas foram mortas em Dourados e homicídios foram registrados em Tacuru, Aral Moreira e Coronel Sapucaia, todas localizadas na faixa de fronteira.

Eduardo Júnior de Souza, de 38 anos, morador da Rua Projetada 14 no Jardim Canaã I, região leste de Dourados, foi morto com vários tiros dentro de casa. Segundo testemunhas, duas pessoas encapuzadas num carro branco chegaram ao local dizendo ser policiais. Eles entraram na residência e mataram o homem na frente da filha dele, de 14 anos, e da mulher.

Movimentação em área de mata, onde corpo de PM foi localizado (Foto: Adilson Domingos)
Movimentação em área de mata, onde corpo de PM foi localizado (Foto: Adilson Domingos)

 

A segunda vítima de assassinato em Dourados é o policial militar da reserva. Ele foi encontrado morto com um tiro no peito em uma área de mata localizada na região do Jóquei Clube. Alcides Nerys de Oliveira, de 69 anos, foi visto com vida pela última vez ao sair de casa, na tarde de sexta-feira (22) para doar uma cômoda. A VW Saveiro do militar foi encontrada na mesma região, estacionada e com a chave no contato.

Leandro dos Santos Freitas, de 28 anos, foi executado na manhã de no assentamento São José, em Tacuru, município a 427 km de Campo Grande. No local do crime foram encontradas das ao menos 17 cápsulas de calibre 9 milímetros e ainda não há suspeita de quem possa ter cometido o crime.

Já Edivandro Rocha de Oliveira, 38, foi executado em Coronel Sapucaia, a 400 km de Campo Grande. A cidade é vizinha de Capitán Bado, no Paraguai. Natural de Amambai, Edivandro tinha acabado de chegar a uma casa, no centro da cidade, e tomava café com o dono da residência quando os pistoleiros chegaram. No local, a polícia contou ao menos 30 tiros de pistola 9 milímetros.

Mauricio Zanin, 57, também foi morto a tiros. O corpo foi encontrado com 2 perfurações causada por arma de fogo na Fazenda Forquila, em Aral Moreira, a 364 de Campo Grande, na noite de sábado. O principal suspeito, segundo o boletim de ocorrência, é o filho da vítima, Mauricio Flavio Zanin, de 32 anos, que está foragido.

Equipes no canavial onde corpo de taxista foi encontrado. (Foto: MS em Foco)
Equipes no canavial onde corpo de taxista foi encontrado. (Foto: MS em Foco)

 

Ademar Beraldo, de 60 anos, que estava desaparecido desde a noite de sábado, foi encontrado morto na tarde desse domingo em um local conhecido como “pedreira” em Caarapó, a 283 km de Campo Grande. O corpo tinha pelo menos 8 perfurações de faca no peito e no pescoço e estava parcialmente queimado. A vítima também estava com as mãos e os pés amarrados. O carro dele, um Fiat Gran Siena, ainda não foi localizado, por isso, a polícia trabalha com a hipótese de latrocínio.

Acidentes – Na madrugada de domingo (25), dois motociclistas morreram em na MS-147, no Distrito de Culturama, em Fátima do Sul, distantes 246 km de Campo Grande.

Arlindo dos Santos, de 54 anos, conhecido como “Arlindão”, estava em uma Honda Broz, e morreu na hora. Reinaldo Aparecido Ferreira Alves, de 30 anos, estava em uma Honda Titan, chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital de Dourados. As duas motocicletas ficaram grudadas no meio da rodovia, que precisou ser interditada.

Motocicletas ficaram grudadas após colisão na MS-147 (Foto: MS News)
Motocicletas ficaram grudadas após colisão na MS-147 (Foto: MS News)

 

Pela manhã, outro acidente violento vitimou Maria da Conceição Cruz Martins, de 63 anos, Vagner Araújo Dos Santos, de 29, e Sabrine Garcia dos Santos Martins, de 2 anos, na BR-163, próximo à Naviraí, cidade a 366 quilômetros de Campo Grande.

O agricultor Rauf Riquelme Duarte, de 36 anos, também morreu na BR-163. O acidente aconteceu entre Naviraí e Mundo Novo. Raul conduzia um VW Gol e colidiu contra um Chevrolet Ônix.

Afogamentos – Um garoto, de apenas 4 anos, morreu após se afogar no rio Aquidauana, no fim da tarde de ontem, no município que fica a 135 quilômetros de Campo Grande. A criança estava com familiares e amigos tomando banho na região da Ilha do Pescador.

Ainda nesse domingo, o Corpo de Bombeiros encontrou o corpo do pescador Jorge Pereira da Silva, de 81 anos, que desapareceu na noite de sexta-feira (22), no rio Aquidauana, região do distrito de Piraputanga.

Por Campo Grande News

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar