Com saldo positivo de 2,8 mil postos de trabalho, indústria de MS já soma 127,3 mil trabalhadores

O setor industrial de Mato Grosso do Sul, que é composto pelas indústrias de transformação, de extrativismo mineral, de construção civil e de serviços de utilidade pública, obteve, no período de janeiro a outubro deste ano, saldo positivo de 2.867 novos postos de trabalho, o que eleva para 127.319 o número de trabalhadores empregados com carteira assinada até o momento, conforme aponta levantamento realizado pelo Radar Industrial da Fiems.

Na prática, o montante é 2,3% superior aos 124.452 trabalhadores do setor em 2018 e 5,82% maior que os 120.320 de 2017, demonstrando que as contratações feitas pela indústria estadual estão em expansão nos últimos três anos. Conforme o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, atualmente, a atividade industrial responde por 19,2% de todo o emprego formal existente no Estado.

“A indústria fica atrás dos setores de serviços, que emprega 198.014 trabalhadores e tem participação equivalente a 29,8%, da administração pública, que emprega 141.581 trabalhadores e responde 21,3% de todo o emprego formal existente no Estado, e comércio, com 128.456 empregados ou 19,3% da massa trabalhadora sul-mato-grossense”, acrescentou o economista.

Detalhamento 

Segundo os dados disponibilizados pelo Radar Industrial da Fiems, o saldo positivo obtido no período de dez meses deste ano é resultado de 50.469 contratações e 47.602 demissões. Os maiores saldos no ano são das indústrias de alimentos e bebidas (+1.286), da construção (+860), do papel, papelão, editorial e gráfica (+276), de produtos minerais não-metálicos (+178), extrativa mineral (+155), metalúrgica (+132) e química (+122).

Nos últimos 12 meses, o setor tem saldo positivo 442 postos de trabalho, resultante de 57.661 contratações e 57.219 demissões. Os maiores saldos nos últimos 12 meses são das indústrias de alimentos e bebidas (+1.065), de papel, papelão, editorial e gráfica (+251), extrativa mineral (+151) e metalúrgica (+136).

Em Mato Grosso do Sul, nos dez primeiros meses deste ano, 126 atividades industriais apresentaram saldo positivo de contratação, proporcionando a abertura de 5.287 vagas. Os destaques vão para abate de suínos, aves e outros pequenos animais (+899), abate de reses, exceto suínos (+513), fabricação de celulose e outras pastas para a fabricação de papel (+375) e serviços especializados para construção não especificados anteriormente (+272).

Em relação aos municípios, constata-se que em 50 deles as atividades industriais registraram saldo positivo de contratação no período de janeiro a outubro de 2019, proporcionando a abertura de 4.140 vagas. Entre as cidades com saldo positivo de pelo menos 60 vagas destacam-se Campo Grande (+807), Dourados (+356), Naviraí (+354), Itaquiraí (+293), Aparecida do Taboado (+238), Sidrolândia (+225), Coxim (+171), Chapadão do Sul (+158), São Gabriel do Oeste (+158), Iguatemi (+153), Três Lagoas (+113), Paraíso das Águas (+91), Nova Andradina (+86), Rochedo (+76) e Vicentina (+66).

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar