Taxa de ocupação de pessoas acima dos 60 anos cresceu 18% em MS nos últimos quatro anos

Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) apontam crescimento de 18% na taxa de ocupação de pessoas acima dos 60 anos em Mato Grosso do Sul nos últimos quatro anos. O número que em 2015 era de 1.286, saltou para 1.517 em 2018.

Os dados são monitorados trimestralmente, e o comportamento continua positivo para este ano, conforme a economista da Fecomércio, Daniela Teixeira Dias. “Com a instabilidade econômica, o maior percentual de crescimento do nível de ocupação ocorreu para aqueles com idade entre 40 e 59 anos, e acima dos 60. Um comportamento semelhante foi verificado, quando considerado os resultados acumulados para o ano de 2019, até o 3° trimestre”, pontua.

A diversidade etária nos postos de trabalho em Mato Grosso do Sul tem incentivo do Governo do Estado através da Fundação do Trabalho (Funtrab) que possui um programa que estimula a contratação de pessoas consideradas da terceira idade. Explorar o potencial profissional desses indivíduos está entre os principais pontos do programa, que possui uma equipe técnica composta por psicólogos e assistentes sociais, que acolhe, faz a avaliação social do perfil do candidato, e após uma busca detalhada no banco de dados, localiza as empresas que se interessam pelo perfil, e fazem uma carta de encaminhamento. O cruzamento inteligente de dados, possibilita até 75% de chance de contratação do candidato.

Apesar de não existir uma lei que determine o quantitativo ou a contratação de pessoas consideradas da terceira idade, o cenário está se modificando, e em Mato Grosso do Sul, muitas empresas reconhecem a importância de completar o quadro de funcionários com perfis que agregam experiência. De acordo com a Funtrab, em Campo Grande existem diversas empresas, que fazem esse tipo de contratação.

Cenário X Benefícios

Pesquisa recente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou aumento na expectativa de vida no brasileiro para 76 anos. A longevidade somada à disposição, ou até mesmo o baixo valor da aposentadoria, atualmente estão entre os principais fatores para pessoas acima dos 60 anos se manterem na ativa, ou decidirem voltar a trabalhar. O instituto também aponta que 12% da população no Brasil é composta de idosos, e a expectativa é que até 2050 esse número cresça para 22%.

Diante dos dados, as empresas podem obter diversas vantagens ao apostar na reinserção da terceira idade no mercado de trabalho. Dentre os inúmeros benefícios de integrar alguém com esse perfil na equipe estão: a experiência profissional e de vida; mão de obra qualificada; comprometimento; pontualidade; carisma; e troca de experiências com colaboradores mais jovens.

Para saber mais detalhes sobre o programa da Funtrab e como ofertar vagas para esse perfil de profissionais no Estado, procure a Casa do Trabalhador mais próxima, são 31 unidades no interior do Estado, e uma na Capital.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar