Corpo de menina de 13 anos é encontrado enterrado em lavanderia com mãos e pés amarrados na região do Bolsão

O corpo de uma menina de 13 anos foi encontrado nesta quarta-feira (22) enterrado com as mãos e pés amarrados em uma lavanderia de uma casa em Chapadão do Sul, região do Bolsão sul-mato-grossense. De acordo com a polícia, na cabeça da vítima havia sacos plásticos e ela teria desaparecido há cerca de três meses.

Conforme o delegado Felipe Potter, foi por meio de uma denúncia anônima que policias militares e civis encontraram o corpo de Ingrid Lopes Ribeiro. A adolescente, que morava na mesma cidade, estava desaparecida desde o dia 27 de outubro do ano passado. A mãe dela teria registrado um boletim de ocorrência pelo sumiço da filha.

Segundo informações passadas pelo delegado Felipe Potter, o adolescente se entregou a polícia acompanhado de seu pai, nesta quinta-feira (23). Em depoimento, o garoto confessou a participação no crime afirmando que a proprietária da casa seria a mandante do assassinato, que foi motivado por ciúmes.

De acordo com Potter, Ingrid estaria se relacionando com o ex- namorado da proprietária da casa, e por ciúmes ela teria arquitetado uma emboscada para matar a adolescente que foi atraída até a residência e morta com golpes de machadinha e faca.

Em depoimento, o adolescente contou que a mulher teria sido responsável pelos golpes de machadinha na cabeça de Ingrid e ele ajudado a esfaquear a menina, que foi deixada na casa por aproximadamente quatro dias, sendo que só depois desses dias eles retornaram a residência para enterrar o corpo da garota em uma cova de cabeça para baixo. Os braços e pernas de Ingrid estavam amarrados e a cabeça coberta com um saco plástico.

Quando da sua prisão, a mulher teria dito que não havia participado da morte da adolescente, que só havia emprestado a casa para o cárcere dela e que havia limpado o sangue deixado na residência, o que foi desmentido pelo garoto. Agora será pedido pela internação do menino em uma Unei.

Uma denúncia anônima levou os policiais a casa onde estava o corpo. Segundo a polícia, a pessoa que fez a denúncia disse onde o corpo estava e deu detalhes como foi enterrado.

Aos fundos da casa existe um pequeno espaço, onde os autores, ou autor, cavou e enterrou o corpo em volta de um lençol. Posteriormente, foi colocado uma “carriola” sobre o local para dificultar a visão da terra remexida. O local é uma casa afastada, a uns 10 metros da rua. Mesmo abandonada, ainda há moveis em seu interior.

Corpo de adolescente é encontrado enterrado em lavanderia de casa em Chapadão do Sul (MS). — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar