Menino de 9 anos é a 11ª vítima da dengue em Mato Grosso do Sul

Dengue tem preocupado mais os sul-mato-grossenses do que a epidemia originada pelo novo Coronavírus, isso porque a doença causada pelo mosquito Aedes aegypti já fez 11 vítimas em menos de dois meses no Estado. A última morte registrada foi de um menino de nove anos.

Eduardo Borges Ortega foi atendido em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Capital e foi transferido para a Santa Casa de Campo Grande às 11h do último domingo (9), porém, ao chegar no hospital, foi atendido e depois de uma hora e meia, não resistiu e morreu. Após o óbito, o resultado do exame deu positivo para dengue.

Essa é a terceira morte registrada em Campo Grande, porém, é a vítima mais nova do Estado. A primeira morte na Capital, por dengue, foi de um homem de 30 anos, morador do bairro Nova Campo Grande, ele morreu no dia 12 de janeiro, no hospital da Unimed. O segundo caso registrado na Capital foi de um idoso de 74 anos, ele morreu dia 03 de fevereiro. Para agravar o quadro da vítima, ele sofria de doença renal crônica e de hipertensão.

A penúltima vítima no Estado foi uma professora de 24 anos. Dúnia Safa morava em Corumbá e estava internada na Santa Casa da cidade desde o dia 13 de janeiro e veio a óbito na madrugada da última quinta-feira (6). Essa também é a segunda morte causada pela doença, em Corumbá.

O secretário de Saúde do Estado (SES), Geraldo Resende, declarou que a dengue tem preocupado mais que o novo Coronavírus, epidemia que tem se alastrado em todo o mundo e que tem como epicentro a China. O novo vírus não chegou ao Brasil e suspeitas de contaminção foram descartadas. Porém, não é de hoje que a dengue tem preocupado os sul-mato-grossenses.

De acordo com o Boletim Epidemiológico do Estado, os casos notificados de dengue, em 2020 (9.053), quase chegam ao total de casos em 2018 (10.765). Isso porque ainda estamos no início do segundo mês do ano. Em 2019 foram registrados 75.449 casos. O recorde de notificações foi em 2013, atingindo 99.748 casos registrados no Estado.

Além das três mortes registradas em Campo Grande e as duas em Corumbá, foram notificadas uma morte em Sete Quedas (vítima de 17 anos); uma morte em Cassilândia (vítima de 67 anos); uma morte em Pedro Gomes (vítima de 85 anos); uma morte em Nova Andradina (vítima de 52 anos); uma morte em Carapó (vítima de 79 anos); uma morte em São Gabriel do Oeste (vítima de 72 anos). Totalizando 11 mortes em todo o Estado.

Correio do Estado

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar