Transtornado homem tranca família e corta internet da casa em Bataguassu

Por volta das 22:30h de sexta-feira (27/03), policiais militares em Bataguassu resgataram uma família que era mantida em cárcere privado numa fazenda e prenderam o autor, um homem de 39 anos.

A guarnição foi acionada via 190 por uma mulher de 36 anos que aos prantos pedia socorro e relatou que seu marido, de posse de um trator da fazenda, estaria tentando matar toda a família. Imediatamente os policiais se deslocaram até a propriedade rural que fica há 33 quilômetros do centro da cidade. Ao chegarem ao local, se depararam com 12 pessoas da mesma família (adultos e crianças), todos apavorados e relatando que o homem estaria transtornado. Eles apontaram uma casa onde ele estava escondido. As Equipes então se aproximaram da residência e nesse momento, o autor pulou uma janela do quarto e correu em meio à escuridão, não sendo mais possível localizá-lo naquele momento.

As vítimas disseram aos policiais que passaram o dia normal e que ao anoitecer, o homem passou a perturbar a esposa. Alguns familiares percebendo estranheza nas atitudes dele começaram a ir embora. Nesse momento, o autor disse que ninguém mais sairia dali e trancou as porteiras com cadeado. Ele ainda arrancou todos os cabos do sistema de internet da fazenda. Que então ele se apossou do trator e avançou em direção da família na intenção de atropelá-los. A família saiu correndo em direção à estrada principal da fazenda, porém foram alcançados pelo autor e tiveram que pular uma cerca para não serem atropelados. Que então voltaram novamente para a fazenda e se esconderam, alguns numa casa e outros se esconderam na vegetação, pois sabiam que o autor tinha armas de fogo. As Equipes apreenderam duas armas (Espingardas) na residência.

Diante dos relatos as vítimas foram conduzidas a Delegacia para o registro da ocorrência.

Ao amanhecer do dia, uma equipe de policiais militares em veículo descaracterizado se deslocou até a fazenda, e numa ação rápida prendeu o homem. Ele foi apresentado à DP para devidas providências.

PMMS

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar