O “Amor Sertanejo” revela os bastidores do show business que explodiu com a chegada do gênero universitário

O estilo musical mais amado do Brasil que arrebata fãs fiéis por todo o país, ganha uma super produção que homenageia a história da música sertaneja e conta a sua trajetória com a cronologia do gênero, desde o seu início com a música caipira, vinda de belas canções de amor nas vozes de nomes clássicos como Chitãozinho & Xororó e muitos outros sertanejos chegando nos anos 2000 com o explosivo gênero universitário que desaguou no show business e que arrecada muitos milhões até os dias de hoje.

Os fãs apaixonados por estas canções embaladas por grandes nomes do sertanejo do país poderão acompanhar o filme inédito, produzido pela“Clube Filmes”, nas plataformas: Now, iTunes, Google Play, Vivo Play, a partir da próxima sexta-feira (24) de abril.

O gênero “universitário”, reinventou o sertanejo, sem nunca deixar sua raiz e o filme narra esta explosão, sem deixar de fora o espaço aberto para as mulheres que também expuseram seus dotes e ganharam mais voz. “Amor Sertanejo” também revela a capacidade das diversas parcerias e gêneros que acabaram abraçados pelo mundo sertanejo.

O elenco desta produção já revela a qualidade do filme, que conta com propriedade as histórias que revelam esta importante trajetória. Dentre os músicos, produtores e críticos da música brasileira que contam suas experiências estão grandes nomes do sertanejo.

“Amor Sertanejo”, foi dirigido pelos diretores Fabrício Bittar e Raphael Erichsen que mergulharam nos bastidores deste mundo paralelo do sertanejo que lança grandes nomes da música contemporâneae arrasta multidões, até hoje. Dentre os convidados do filme estão: Chitãozinho & Xororó,Fernando & Sorocaba, João Bosco & Vinícius,Luan Santana, Michel Teló, Maiara & Maraísa, Naiara Azevedo e Matheus & Kauan, dentre outros.

De forma simples e envolvente “Amor Sertanejo”, conta esta página que ganhou força dentro e fora do país e sempre se renova lançando nomes que cativam os corações apaixonados pelo sertanejoe seguem movimentando, fortemente, a indústria do show business.

Saiba mais sobre o diretor

Fabrício Bittar:

Com uma vasta experiência no mundo da TV. Fabrício Bittar trabalha com audiovisual desde 2006, produzindo e dirigindo filmes publicitários, programas de TV, filmes e videoclipes. O seu primeiro curta-metragemPrimeira Vez (2006), ganhou o prêmio de Melhor Curta-metragem Brasileiro pelo Júri Popular da 30ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo e o Prêmio Especial do Júri no 15º Gramado Cine e Vídeo, além de participar de muitos outros festivais no Brasil e no mundo.
Dirigiu e produziu o clipe da música “Nem Fé Nem Santo” da cantora Mallu Magalhães, indicado ao VMB 2011 de melhor videoclipe.Coordenou e dirigiu projetos especiais de publicidade para a MTV Brasil, incluindo o média-metragem “Friends Forever, O Filme” e as 2 temporadas da série “Entre Teens”. Dirigiu cinco temporadas do programa MTV Sports e foi responsável pela criação e direção de 2 programas do Verão MTV 2013, responsáveis por um aumento de 86% na audiência do canal.Em 2014, criou, produziu e dirigiu a série “Politicamente Incorreto” para o canal FX, maior audiência da história do canal no Brasil e indicado para o prêmio APCA.Em 2017, lançou o seu primeiro longa-metragem, “Como se tornar o pior aluno da escola” numa coprodução com Warner Bros, Paris Filmes e Telecine. O filme ficou entre as 10 maiores bilheterias nacionais de 2017 com mais de meio milhão de ingressos vendidos.Em 2018, lançou o longa-metragem “Os Exterminadores do Além contra a loira do banheiro” em coprodução com a Warner Bros e distribuição da Galeria Filmes. Em 2019, foi diretor geral da segunda temporada da série infantil “Bugados” para o canal Gloob e ainda dirigiu a série “Exterminadores do Além” para o Warner Channel.

Raphael Erichsen

Premiado cineasta, já dirigiu mais de 500 filmes para internet entre documentários, web-série, publicidade e animações somando mais de 20 milhões de views. Multifacetado Raphael Erichsen é documentarista, roteirista e autor brasileiro já reconhecido. Como diretor carrega em sua bagagem profissional longas e curtas metragens, séries para a TV, animações e publicidade. O seu filme “Ilegal – A Vida Não Espera” foi eleito pelo UOL como melhor documentário de 2014 e ganhou o prêmio Sesc de Melhor Filme na categoria documentário. Com “Radical: a controversa saga de Dadá Figueiredo” conquistou o prêmio de melhor filme estrangeiro no festival NYIFF e no festival de esportes radicais MIMPI. O documentário “SuperstonicSound” participou de mais de 40 festivais em todo mundo sendo veiculado em mais de 30 canais e foi destaque no ICA (Instituto de Arte Contemporânea de Londres).Dirigiu a série Rally Mongol para o canal Multishow, uma jornada terrestre da Inglaterra até a Mongólia apontada como a aventura mais estúpida da terra. Dessa aventura saiu o livro “Tudo Errado” lançado em 2017.
Trabalhou como assistente de direção do britânico JulienTemple no filme Rio 50º produzido pela BBC. Raphael é pós-graduado em filmes documentais pela ECIB (Escuela de Cine de Barcelona) e cursou o filmmakers diploma pelo RaindanceAcademy. É mentor da Escola de Jornalismo Énois desde 2013 e fez palestras e debates em lugares como Rede Globo, Abraji, NxNe, Auditório do Ibirapuera entre outros.

Ficha Técnica

Gênero:
Documentário, independente

Elenco:
Chitãozinho
Xororó
Fernando
Sorocaba
João Bosco
Vinícius
Luan Santana
Michel Teló
Maiara
Maraísa
Naiara Azevedo
Matheus
Kauan

Diretor:
Fabrício Bittar
Raphael Erichsen

Roteiro:
Fabrício Bittar

Produtor:
Fabrício Bittar

Produtora:
Clube Filmes

Copyright Line:
2020 Clube Filmes

Duração: 77 min

Lançamento: Sofá Digital

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar